CANAIS DIRETO DE ATENDIMENTO

1 Envie seu e-mail pelo formulário de contato. Clique aqui!
2 Atendimento por telefone.
(83) 33223222

Antes de entrar em contato recolha todos os dados necessários da sua dúvida. Agradecemos seu contato!

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Seg. a Sex. de 08h às 12h e 13h às 17h.
Sábados, Domingos e Feriados toda solicitação deverá ser enviada pelo e-mail contato@conepetro.com.br.

EFETUOU CADASTRO E ESQUECEU SUAS CREDENCIAIS?

Desde setembro, a estatal russa Gazprom tem fornecido menos que o solicitado à Polônia, a Eslováquia, a Áustria e a Hungria – depois que a União Europeia começou a enviar gás à Ucrânia–, em um claro aviso de Moscou antes da temporada de aquecimento trazida pelo inverno, que começa oficialmente nesta quarta-feira, quando a indústria passa a cobrar preços mais altos. “Ninguém deveria ser surpreendido pelas ações da Rússia. Eles querem manter a pressão sobre a Ucrânia… no início da temporada de aquecimento”, disse Michael LaBelle, especialista em gás da Universidade Centro-Europeia em Budapeste. A Rússia é o maior fornecedor de gás natural da Europa, atendendo a quase um terço da demanda anual e, em troca, a Gazprom recebe cerca de 80 bilhões de dólares em receitas anuais de seus consumidores europeus, que corresponde à maior parte de seus rendimentos. Embora analistas não vejam a situação até agora como o início de uma “guerra de gás”, eles concordam que é um alerta à Europa de que a Rússia está preparada para retaliar caso Bruxelas imponha mais sanções contra Moscou por sua intervenção na Ucrânia. “As reduções de exportação da Rússia podem na verdade acabar se mostrando bastante inofensivas. Mas o fato de que não avisaram a ninguém com antecedência mostra que ninguém deve acreditar em uma explicação que receba, e isso por si só é prejudicial”, disse o embaixador de segurança energética tcheco, Vaclav Bartuska. Ele acrescentou que seria tolice esperar que o gás flua normalmente através da Ucrânia durante o inverno europeu. Fonte: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/temporada-de-inverno-intensifica-disputa-de-gas-entre-russia-e-europa/

O pagamento de royalties do petróleo e gás natural, para o estado de Sergipe, no mês de setembro, chegou a R$ 13,5 milhões, valor referente à produção do sétimo mês do ano. O repasse recebido no mês passado foi o maior para meses de setembro, de acordo com a série histórica que se iniciou em 1999. Os dados foram divulgados pelo Boletim Sergipe Econômico. m termos relativos, houve a elevação de 3,3% em relação a setembro do ano passado. No comparativo com o mês imediatamente anterior, agosto último, contudo, houve redução de 5,2%. No nono mês do ano, o município de Japaratuba apresentou o maior recebimento de royalties no estado, chegando a R$ 3,4 milhões. Em seguida aparecem Aracaju e Pirambu que receberam R$ 3,2 milhões e R$ 2,5 milhões em royalties, respectivamente. O município de Carmópolis também merece destaque com receita de R$ 1,1 milhão, referente à extração de petróleo e gás. Fonte: http://g1.globo.com/se/sergipe/noticia/2014/10/royalties-beneficia-aracaju-e-japaratuba.html

A Petrobras informa que confirmou a extensão de uma acumulação de hidrocarbonetos em águas ultraprofundas, no pós-sal da Bacia do Espírito Santo, através da perfuração do poço de extensão 3-BRSA-1253D-ESS (nomenclatura ANP) / 3-ESS-219D (nomenclatura Petrobras), informalmente conhecido como Pudim, em profundidade de água de 1.886 metros. Esse poço está localizado na área do Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) de Brigadeiro, a 121 km da cidade de Vitória, no estado do Espírito Santo. Foi comprovada a presença de óleo de boa qualidade através da análise de dados de perfis, de amostragens de fluido e de teste a cabo, em reservatórios localizados em profundidade de cerca de 3.550 metros. A Petrobras é a operadora do consórcio para exploração do Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) de Brigadeiro (65%), em parceria com a Shell Brasil Petróleo Ltda (20%) e Inpex Petróleo Santos Ltda (15%). O consórcio dará continuidade à perfuração do poço até a profundidade final prevista de 4.500 metros. Fonte: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/descoberta-em-aguas-ultraprofundas-na-bacia-do-espirito-santo/

Para Galuccio, o cargo na YPF não é apenas um desafio profissional. “Ele traz a possibilidade de ajudar a Argentina a recuperar sua independência energética”, diz ele. “Esta é uma empresa que eu amo e que é parte das idiossincrasias da Argentina”. Galuccio, um ex-executivo da companhia de serviços de petróleo Schlumberger, já logrou algumas vitórias. Ele ajudou a convencer o governo a aumentar os preços das novas descobertas de gás natural para US$ 7,5 por milhão de unidades térmicas britânicas, o triplo do que a YPF obtinha antes. Ele vem também elevando repetidamente os preços nos 1.500 postos de gasolina da YPF. Esses aumentos são cruciais porque as vendas representam 80% do orçamento de exploração e produção da empresa. Os aumentos também possibilitaram à companhia quase dobrar seus investimentos nos primeiros nove meses de 2013, para cerca de US$ 3 bilhões, e elevar o lucro líquido em 11% ante o mesmo período de 2012, para cerca de US$ 500 milhões. Ainda mais importante foi o papel decisivo de Galuccio em obter o apoio do governo para um plano recente de pagar US$ 5 bilhões à Repsol pela nacionalização da YPF, segundo pessoas a par do assunto. O acordo poderia facilitar a emissão de títulos de dívida da YPF no exterior e ajudar a atrair investimento novo. Mas não foi fácil chegar ao acordo. Após a nacionalização, em maio de 2012, a Repsol processou a Argentina, exigindo US$ 10,5 bilhões como compensação, e ameaçou processar também as firmas que se associassem à YPF. As autoridades argentinas responsáveis pela nacionalização, por sua vez, alegaram inicialmente que era a Repsol quem devia dinheiro ao país. O acordo, que ainda depende da aprovação final da Repsol, foi um grande êxito para Galuccio, que conseguiu levar à mesma mesa de negociações representantes dos setores público e privado da Argentina, Espanha e México, cuja estatal Petroleos Mexicanos tem 9% da Repsol. O cargo de Galuccio o coloca no meio da corrida global para reproduzir em outros países a revolução do petróleo e gás não convencionais — aqueles de formações de xisto e outras que requerem técnicas especiais de extração —, que nos últimos anos tornou os EUA o maior produtor do mundo. Galuccio, que tem 45 anos, quer criar um boom semelhante na Argentina explorando a formação de xisto de Vaca Muerta. As concessões de petróleo e gás da YPF cobrem cerca de 40% da formação, que se estende pelas províncias de Neuquén e Mendoza no sul da Argentina. Em julho, a Chevron Corp. CVX -2.92% , segunda maior petrolífera do mundo, concordou em financiar a maior parte da sociedade de US$ 1,5 bilhão que fez com a YPF para desenvolver Vaca Muerta. (Reportagem na íntegra: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/lider-da-ypf-tenta-superar-barreiras-politicas-para-extrair-riqueza-do-xisto/ )

Inscrições serão realizadas de 03 a 21 de novembro. A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) lançou edital para concurso de provas e títulos destinados a seleção de um professor de Engenharia de Petróleo do Centro de Ciência e Tecnologia (CCT), campus sede. Exige-se que o candidato possua doutorado em umas das seguintes áreas, Engenharia de Petróleo, Engenharia de Processos, Engenharia Química, Engenharia de Materiais, Engenharia Mecânica, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Naval, Engenharia Metalúrgica e de Materiais, Engenharia Civil ou Química Industrial. A área de conhecimento objeto do concurso é Produção de Petróleo e Gás. A carga horária é de 40 horas semanais, com dedicação exclusiva. A remuneração é de R$ 8.344,64. Os interessados deverão realizar a inscrição de 03 a 21 de novembro na Secretaria da Unidade Acadêmica de Engenharia Mecânica, Bloco BR, campus sede. O horário de atendimento será das 08h às 11h e das 14h às 17h. A taxa custa R$ 150. Para mais detalhes e informações, acesse o edital: http://www.ufcg.edu.br:8080/chamadas/downloads/842953.pdf

A Bolt Energias assina contrato com a Areva Renewables Brasil para desenvolvimento da termelétrica (UTE) Campo Grande BioEletricidade, localizada em São Desidério (BA). O investimento total da Bolt Energias na usina é de R$ 650 milhões. A Areva será responsável por toda engenharia, compras e construção (EPC, em inglês) da usina, uma das maiores da América Latina abastecida a biomassa. A CBC Indústrias Pesadas S/A fornecerá e instalará as caldeiras do empreendimento. As obras estão programadas para iniciar no primeiro semestre de 2015. A Bolt Energias é 100% controlada pelo FIP Ático Geração, do Grupo Ático. A térmica terá uma capacidade instalada de 150MWe e será integrada ao SIN (Sistema Interligado Nacional) por meio de uma linha de transmissão de 230kV. A expectativa é concluir a UTE até o início do segundo semestre de 2017, para que sejam realizados testes operacionais. A usina, vencedora do leilão A-5 de outubro de 2013, será inaugurada em janeiro de 2018. “Demos hoje um importante passo para o desenvolvimento da Campo Grande BioEletricidade ao assinarmos o contrato do EPC com a Areva, com fornecimento das caldeiras pela CBC. As parcerias com estas duas companhias são estratégicas para a Bolt Energias. A expertise internacional de ambas garantirá a construção e futura operação da usina de forma sólida e dentro dos prazos estabelecidos”, analisa Ricardo Junqueira, presidente da Bolt Energias e sócio-diretor do Grupo Ático. “Já possuímos a licença ambiental de instalação (LI) da usina e asseguramos as terras para fornecer combustível para todo plano de negócio da UTE. O plantio de eucalipto já foi iniciado. Também já asseguramos toda madeira para os dois primeiros anos de operação”, conclui Gustavo Magalhães, sócio-diretor do Grupo Ático e membro do conselho de administração da Bolt Energias. A Bolt Energias investe R$ 50 milhões no primeiro ciclo de plantio de eucalipto para abastecer a Campo Grande BioEletricidade. A Tree Florestal, por meio da Tree Trading, foi contratada para realizar toda gestão florestal, que inclui preparo do solo, implementação e manutenção operacional. O processo prevê uma sinergia de operações entre as duas empresas investidas por fundos de private equity - FIP Ático Geração e FIP Ático Florestal - do Grupo Ático. O primeiro plantio será concluído em abril de 2015 e ocupará uma área de 7.895 hectares. As plantações estão localizadas em um raio médio de 30 km da UTE, abrangendo os municípios de Baianópolis, Santana e São Desiderio, todos situados no oeste baiano. Fonte: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/areva-sera-responsavel-pela-desenvolvimento-de-usina-abastecida-a-biomassa/

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta terça-feira, impulsionados por indicadores melhores do que o esperado da China. O Produto Interno Bruto (PIB) do país superou a expectativas e registrou uma expansão de 7,3% no terceiro trimestre, ante igual período do ano passado, embora tenha ficado aquém da alta anual de 7,5% no segundo trimestre. Além disso, a produção industrial teve ganho anual de 8,0% em setembro, ante elevação de 6,9% em agosto. Apesar disso, ainda há outros focos de preocupação nos mercados de petróleo. David Hufton, da corretora PVM, citou a produção da Líbia como um possível fator de queda nos preços. O país norte-africano, até agora, conseguiu continuar a incrementar sua produção de petróleo. Mas a segurança e a situação política se deterioraram, segundo Hufton. Às 8h30 (de Brasília), o Brent para dezembro subia 0,61%, a US$ 85,92 por barril, na plataforma eletrônica ICE, em Londres. Na Nymex, o contrato de dezembro tinha elevação de 0,59%, a US$ 82,39 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires. Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/indicadores-china-impulsionam-futuros-petr%C3%B3leo-103300513--finance.html

A Petrobras informa a descoberta de acumulação de hidrocarbonetos em águas profundas, no pós-sal da Bacia do Espírito Santo, por meio da perfuração do poço 4-BRSA-1265-ESS (nomenclatura ANP) / 4-GLF-42-ESS (nomenclatura Petrobras), informalmente conhecido como Lontra, em profundidade de água de 1.319 metros. Esse poço, localizado a 81 km da cidade de Vitória (ES) na área da concessão de produção de Golfinho, comprovou a presença de gás e condensado, de acordo com dados de perfilagem e teste a cabo. Os reservatórios foram identificados a 3.055 metros de profundidade e a perfuração do poço foi finalizada em 3.238 metros. A Petrobras é operadora e detém 100% da concessão de produção de Golfinho. Fonte: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/nova-descoberta-em-aguas-profundas-na-bacia-do-espirito-santo/

Prezados congressistas, informamos que o prazo para pagamento da taxa de inscrição referente à primeira chamada encerrará no dia 16/11. Aproveite e garanta sua vaga. O CONEPETRO, inédito no país pela sua abordagem em Engenharia de Petróleo, vem para se tornar um evento de referência na área para alunos de nível técnico, graduação e pós-graduação, bem como para pesquisadores, profissionais da academia e setores empresariais. Concomitante ao congresso ocorrerá o III WORKSHOP, considerado o terceiro maior evento na área de petróleo no Brasil. As inscrições estão abertas até 21 de abril de 2015 e o prazo para as submissões de trabalho encerrará em 2 de fevereiro de 2015.

O consórcio de Libra informa que a perfuração do primeiro poço de extensão na área de Libra, o 3-BRSA-1255-RJS (3-RJS-731), comprovou a descoberta de petróleo de boa qualidade na porção noroeste da estrutura. O poço, informalmente conhecido como NW1, está localizado no pré-sal da Bacia de Santos, a cerca de 170 km da costa do estado do Rio de Janeiro e a aproximadamente 4 km a Sudeste do poço descobridor, o 2-ANP-2A-RJS. O intervalo portador de petróleo foi constatado por meio de perfis e amostras de fluido, que serão posteriormente caracterizadas por análise de laboratório. O poço ainda está sendo perfurado, a uma profundidade de 5.326 metros, e a perfuração prosseguirá até 5.850 metros. O consórcio dará continuidade às operações para concluir o projeto de perfuração do poço até a profundidade prevista e verificar a extensão da nova descoberta, além de caracterizar as condições dos reservatórios encontrados. O consórcio de Libra é formado pela Petrobras (operadora, com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC Ltda. (10%), tendo como gestora do contrato a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA). Libra foi a primeira área leiloada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sob o regime de partilha de produção. Fonte: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/primeiro-poco-de-libra-confirma-descoberta-de-petroleo/

A Petrobras atingiu recorde mensal de processamento em unidades de hidrotratamento de diesel nas suas refinarias no Brasil. A carga processada em setembro foi de 104 milhões de litros por dia, em média, o que representa um volume de 2 milhões de litros superior ao recorde mensal anterior, obtido em junho de 2014. O aumento da eficiência operacional das refinarias da Petrobras ontribui para a redução das importações desses derivados. Fonte: http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/processamento-de-diesel-em-unidades-de-hidrotratamento-da-petrobras-bate-recorde-mensal/

TOP

A wonderful serenity has taken possession of my entire soul, like these sweet mornings of spring which I enjoy with my whole heart. I am alone, and feel the charm of existence in this spot, which was created for the bliss of souls like mine.

I am so happy, my dear friend, so absorbed in the exquisite sense of mere tranquil existence, that I neglect my talents. I should be incapable of drawing a single stroke at the present moment; and yet I feel that I never was a greater artist than now.

When, while the lovely valley teems with vapour around me, and the meridian sun strikes the upper surface of the impenetrable foliage of my trees, and but a few stray gleams steal into the inner sanctuary, I throw myself down among the tall grass by the trickling stream; and, as I lie close to the earth, a thousand unknown plants are noticed by me: when I hear the buzz of the little world among the stalks, and grow familiar with the countless indescribable forms of the insects and flies, then I feel the presence of the Almighty, who formed us in his own image.

Duis dictum tristique lacus, id placerat dolor lobortis sed. In nulla lorem, accumsan sed mollis eu, dapibus non sapien. Curabitur eu adipiscing ipsum. Mauris ut dui turpis, vel iaculis est. Morbi molestie fermentum sem quis ultricies. Mauris ac lacinia sapien. Fusce ut enim libero, vitae venenatis arcu. Cras viverra, libero a fringilla gravida, dolor enim cursus turpis, id sodales sem justo sit amet lectus. Fusce ut arcu eu metus lacinia commodo. Proin cursus ornare turpis, et faucibus ipsum egestas ut. Maecenas aliquam suscipit ante non consectetur. Etiam quis metus a dolor vehicula scelerisque.

Nam elementum consequat bibendum. Suspendisse id semper odio. Sed nec leo vel ligula cursus aliquet a nec nulla. Sed eu nulla quam. Etiam quis est ut sapien volutpat vulputate. Cras in purus quis sapien aliquam viverra et volutpat ligula. Vestibulum condimentum ultricies pharetra. Etiam dapibus cursus ligula quis iaculis. Mauris pellentesque dui quis mi fermentum elementum sodales libero consequat. Duis eu elit et dui varius bibendum. Sed interdum nisl in ante sollicitudin id facilisis tortor ullamcorper. Etiam scelerisque leo vel elit venenatis nec condimentum ipsum molestie. In hac habitasse platea dictumst. Sed quis nulla et nibh aliquam cursus vitae quis enim. Maecenas eget risus turpis.